Conversar a vida

por | 5 novembro 2015 | 10 Comentários

Enfermeira obstétrica, Psicóloga e YouTuber. Madura, vivendo o feminino pleno, o tempo do carvalho. Com netos que provocam o impulso de amadurecimento e atualização continua. Amo os livros. Amo as cores. Amo as artes. Adoro viajar. Aprender e ensinar é minha paixão. Sou profundamente inspirada no universo das boas conversas.

cornucopia

Conversar a vida! Que que é isso meu Deus?rs Me ocorrem algumas e inconclusas respostas neste momento. Compartilho-as contigo na certeza de que podes ampliar e muito esta relação. É um convite!!!

Conversar a vida é saber que tudo nela é conectado, entretecido, e muito maior e mais sábio do que se possa inteligir;

Conversar a vida é entregar o timão do controle e con-fiar;

Conversar a vida é olhar pro lado, abrir os olhos da alma , estender a mão e abrir os braços na comunhão com o que e com quem me rodeia; Há-braços para a construção do mundo pelo qual ansiamos

Conversar a vida é transbordar fé, paz, esperança, fraternidade e amor quando se está pleno e oferecer incertezas, vulnerabilidades e vazios na “entre safra”;

Conversar a vida é re lembrar a cada momento que no deserto há um oásis;

Conversar a vida é valorizar cada passo, cada erro no alvo, cada caminho, cada escolha e aprender instante a instante;

Conversar a vida é deixar sincronizar o próprio pulso com o pulso da vida; é sentir o pulso da vida no meu pulso;

Conversar a vida é, no pulsar do coração, acolher o instante como benção;

Conversar a vida é ver sem olhar, abrir a escuta, sentir sem sofrer e saborear infinitamente;

Conversar a vida é amanhecer e adormecer com um grato coração;

Conversar a vida é  viver cada acontecimento e lê-lo e estudá-lo como a um texto sagrado cheio de lições pro nível existencial nos planos físico, mental, emocional e espiritual;

Conversar a vida é pisar o chão sagrado da existência com reverência recebendo o entendimento e o gozo;

Conversar a vida é integrar conscientemente em si as estrelas, o sol, a lua, outras dimensões, vivê-los em si e estender aos outros;

Conversar a vida é deixá-la dançar em mim, cantar em mim, sorrir em mim, orar em mim… e experimentar “a dor e a delícia de ser quem se é”;

Conversar a vida é “AMAR e fazer o que quizeres” como nos ensina Santo Agostinho;

Conversar a vida é silenciar e comungar;

Parece a ti que me enganei e que mais preciso seria escrever “na vida” ou “com a vida”? Pois usei o a, artigo definido, propositalmente, pra nos alavancar pra unidade, pra que experimentemos sem reservas este ente amplo, único e indefinível.

Então….conversar a vida é: …….te dou passagem e deixo que completes.

Bem vindo (a)!!!