É mais do que hora de aprender! 27 lições de bem viver

por | 18 fevereiro 2016 | 9 Comentários

Enfermeira obstétrica e Psicóloga. Madura, vivendo o feminino pleno, o tempo do carvalho. Com netos que provocam o impulso de amadurecimento e atualização continua. Amo os livros. Amo as cores. Amo as artes. Adoro viajar. Aprender e ensinar é minha paixão. Sou profundamente inspirada no universo das boas conversas.

Vinte e sete lições. Nossa…existe isso? 27 lições que se eu aprender tô feita(o)? rsrs

Pode existir sim. Há um caminho a percorrer que envolve silêncio, conhecimento (especialmente autoconhecimento) e ousadia.

Entender o que Gibran Khalil Gibran nos ensina e aplicar a sabedoria compartilhada por ele é que são elas…Instagram serie VIDA 10 -jan 2016- Ana Lúcia FernandezInstagram serie VIDA 13 -jan 2016- Ana Lúcia Fernandez

Mas…fala logo, onde tá esta “receita” de bem viver? Num livro originalíssimo, publicado no mundo inteiro, desde 1923: O profeta, publicado pela Associação cultural internacional Gibran.

Experiência pessoal. Li-o pela primeira vez na década de oitenta e ele veio de novo, numa versão bem surradinha como presente, numa vivência de desapego, de uma aluna da Pós graduação em Psicologia transpessoal, em 2014.

Provocação. Que que eu não havia apreendido da primeira vez em que o li, eu, na minha década de 30 anos? que pra mim é o mesmo que me perguntar: o que dali não estou vivendo hoje, mais de trinta décadas depois?

Ando fazendo a lição de casa, relendo e meditando nas suas belas parábolas sobre o amor, o matrimônio, os filhos, a dádiva, o comer e o beber, o trabalho, a alegria e a tristeza, as habitações, as roupas, as compraInstagram serie VIDA 12 -jan 2016- Ana Lúcia Fernandezs e as vendas, o crime e o castigo, as leis, a liberdade, a razão e a paixão, a dor, o conhecimento de si próprio, o ensino, a amizade, a conversação, o tempo, o bem e o mal, a prece, o prazer, a beleza, a religião, a morte e a despedida.

Nas palavras da apresentação feita por Mansour Challita, Gibran “descobre nos assuntos aparentemente banais e esgotados aspectos frescos e sugestivos; e exprime-os num estilo quase único…, em que a música, a poesia e o simbolismo do oriente se unem à clareza, à logica e à conclusão do ocidente…”

Bom mergulho!!! O convite é de mergulho mesmo. Com uma leitura rápida não se extrai o néctar dos seus ensinamentos, assim me parece.

Em tendo aceito o convite agradeço os comentários que possas fazer no Blog.

E se tiver sido bom pra ti como foi precioso pra mim faz teus amigos saberem, compartilha!