O herói de mil faces

por | 28 junho 2016 | 0 Comentários

Enfermeira obstétrica e Psicóloga. Madura, vivendo o feminino pleno, o tempo do carvalho. Com netos que provocam o impulso de amadurecimento e atualização continua. Amo os livros. Amo as cores. Amo as artes. Adoro viajar. Aprender e ensinar é minha paixão. Sou profundamente inspirada no universo das boas conversas.

pra eles O heroi 2

Faço uma pequena apresentação do livro O Herói de mil faces, de Joseph Campbell, um livro e um autor reconhecidos e  referenciados.

Nele o autor, um respeitado mitólogo, nos faz trafegar pelos mitos, apresenta seus significados simbólicos e… questiona no capítulo final a serventia de vivermos sua configuração e acreditarmos neles hoje. Porque o homem cada vez mais tenderá a viver a “plena consciência desperta”. E, ainda neste tempos, luz e trevas continuam coexistindo e se alternando na tarefa de cada um unir em si , conscientemente, o que é e pra que veio até chegar a ela.

Qual a tarefa? a de que  “a imagem vitalizante do deus-homem universal-aquele que na verdade, é imanente e eficaz em cada um de nós- possa ser trazida, de alguma forma, ao conhecimento da consciência”.

Qual o caminho? “o caminho para nos tornarmos humanos consiste em aprender a reconhecer os contornos de Deus das prodigiosas modulações da face do homem”.

Quem deve “salvar” o herói? ao invés da sociedade salvar o herói criativo, ele atende à convocação, empreende a busca da morada na própria presença, se encontra e sabe que esperar que a sociedade o salve é ilusão. Há 100% de autonomia sobre as transformações e transmutações nas suas mãos.

UM livro inteligente e instigante e que, a meu ver, pode mexer profundamente nas crenças enraizadas nos milênios de evolução da humanidade e nos permite dar um salto. Quântico. Como seres individuais, seres sociais e na humanidade.

Uma leitura inspiradora que recomendo a homens que insatisfeitos com o que vivem, porque na zona de conforto só se ratifica o já vivido e o já sabido, procuram. Dão passos. Querem comungar de outras  visões de mundo.

E…se te fez bem, se trouxe o tempero e a cor pras tuas buscas, curte, comenta, compartilha.

Ajudarás outros que se engajaram na jornada.

Boa jornada!!!

Foto: Ana Lúcia Fernandez