Quer emagrecer? Apaixone-se!

por | 13 abril 2016 | 6 Comentários

Enfermeira obstétrica e Psicóloga. Madura, vivendo o feminino pleno, o tempo do carvalho. Com netos que provocam o impulso de amadurecimento e atualização continua. Amo os livros. Amo as cores. Amo as artes. Adoro viajar. Aprender e ensinar é minha paixão. Sou profundamente inspirada no universo das boas conversas.

apaixonar-se

Queres emagrecer? Apaixona-te. Esta é a “dica” de hoje. Receita? Nem perto disso. Uma das formas de ver…Talvez me digas: “pra mim nunca deu certo. Quando me apaixono, engordo”. É possível. Mas escolhi hoje trabalhar com a possibilidade de emagrecer. Acontece com muita gente que conheço. “Apaixonar-me” ? Sim…

1- por um projeto, uma pessoa, uma ideia :

  • Com fixação no foco. Pensando e agindo o tempo inteiro em que estiveres acordada em função do que pretendes. E, talvez, além de acordada, dormindo…rs afinal os sonhos são preciosos e nos apontam caminhos. Idéias, idéias, idéias…ações, ações, ações… contatos, contatos, contatos…. Muitos movimentos. E com respiração mais superficial pela profusão de pensamentos e movimentos. Porque afinal há que ter e “perseguir” o foco.
  • Decepcione-se e frustre-se  com o ritmo em que as coisas acontecem e os resultados desfavoráveis com os quais não contavas. Afinal nada está sob controle porque estamos em interdependência com outras pessoas, com o contexto, com o plano maior pra nossa vida…

Nestes dois casos te mantem longe do prato com brigadeiros, da torta de chocolate com chantilly, do segundo prato no almoço, toma água, suco, chá, café substituindo refeições enquanto tomas as decisões . Porque afinal não dá pra perder tempo.

  • Dorme pouco e anda e fala bem rápido. Parece que tirando a paciência do caminho o que se quer acontece logo. E paciência, tu sabes, é valor que aparece quando damos o tempo orgânico “entre plantar a semente e o aparecimento da flor”. Porque afinal há que aproveitar todo o tempo para fazer acontecer.
  • E pensa como vítima: “…só eu…só eu…só comigo… ” Porque afinal o outro não me entende nem me ajuda.

Todos estes movimentos de nadar contra a corrente consomem tanta energia… e aí está o resultado: diminuição de peso. Bingo!

2apaixona-te por ti na ilusão de que sabes todas as respostas e tens a varinha mágica pra fazer acontecer o que quer que desejes do teu jeito e no teu tempo. Isto, como sabes, corresponde a viver num mundo de fantasia e ilusão. Mais cedo ou mais tarde vai melar e voltamos ao enredo do item  anterior. Porque afinal a vida tem seus próprios caminhos pra nos ensinar a viver.

Já percebeste que o que digo não recomendo. É mais um alerta irônico sobre comportamentos disfuncionais que trazem tensão, sofrimento, queima excessiva de calorias… Experiência própria!

Sentido -A paixão expressa-se fisiologicamente e é penso eu, atraída pela nossa alma sempre que estamos mortal e perigosamente agarrados ao que já conhecemos. Ela vem envolvida por uma força irresistível e sua função maior  é o de nos fazer sair do estado de imobilidade e agarramento ao conhecido, sair da estagnação e do tédio… Neste caso parece positivo por nos ajudar a vencer a inércia e nos fazer experimentar a mudança necessária.

Paixão é fogo e é onda. Há nela uma força selvagem. E há que unir sua força de propulsão a compaixão no coração. Ela age como mola libertadora. Assim  caminharemos em direção ao novo com coragem, força e fé. Não necessariamente sem dor.

Porque afinal sair da mesmice, da zona de conforto, extremamente desconfortável, também dói.

Aproveitaste algo? Me conta. Aceito com alegria apaixonada,rs, teu comentário e teu compartilhamento.