Sobre o vovóZEN

por

Desde quando vem a idéia de criar o vovóZEN? Nem eu sei bem, rs.

Volto no tempo pra conexão mais próxima que faço: final de 2014. Numa sala de aula. Eu disse pro grupo, talvez por ter sido perguntada pela “milésima” vez sobre escrever um livro, que em 2015 eu iria ter um blog. Surpreendente e silenciosamente na roda final de despedida do seminário, um companheiro de jornada me entregou uma caneta vermelha, da escuderia Ferrari (!). Entendi o recado. Era pra parar de adiar escrever… mesmo. Só como curiosidade a primeira vez que me disseram sobre um livro próprio foi em 1976! Nestes 40 anos desde lá,  depois de ter cruzado com vários sensitivos, eles já são 9 livros. Ainda estão sendo gestados, acredito! Cruzes! rs.

No começo de 2015… outro seminário com a mesma turma e um outro companheiro de trilha me pergunta: “a idéia de escrever um blog ainda está aí?“. “Sim“, respondi. “E já sonhei com os nomes. São blogs gêmeos“. E ele disse: “posso te ajudar“. Aceitei a parceria e em 26 de julho de 2015 o vovóZEN estava no ar.

De lá pra cá tenho passado por “tempestades violentas no deserto”, como migrante digital e como Ser que no processo de parceria tem que identificar e deixar ir a “craca” do diamante que sou. São dores nunca experimentadas, tão profundas que implicaram em angústia, em queda de cabelo, em emagrecimento… Agora tô saindo desta fase ou… a fase tá saindo de mim. E vivo a alegria de, no aniversário de 1 ano do lançamento, te oferecer uma nova versão, primorosamente feita por Luiz Fernando Pereira.

Vivo em pleno processo de transmutação na auto-expressão; para exercê-la com mais liberdade e criatividade e lido com soltar as “palavras acostumadas“, numa feliz expressão do poeta Manoel de Barros.

VovóZEN faz 1 ano e cresce saudável, rs com teu estímulo e  participação. Tua presença por aqui agrega sentido a todo o movimento. Te agradeço!

Desfruta!!!!

vovóZEN.
Este blog nasce como um espaço-tempo de boas e ricas conversas. Com você. Por isso quer te convidar pra elas.
© 2016 Lorena Carvalho. Projeto do Dharma Office.